Em teu caminho percorres vales,
cruzas arvores frondosas e viçosas,
de rios tranqüilos vence as cales,
olha a lua tranqüila e preguiçosa.

Sobes montanhas desafias alturas,
vôo alçado transpondo as escarpas,
entrega-te as vãs divagações futuras,
corpo ardendo píncaro de mil farpas.

Es miríades de importantes detalhes,
cada um a seu tempo ser desvendado,
desnudando tua geografia e entalhes,
que ali me espera para ser escrutinado.

No etéreo fim deste viajar empolgante,
cálido regaço silencioso e convidativo,
aguarda o viajante cansado e ofegante,
que ali repousa o teu corpo impulsivo.

Ermindo Gomes Rocio

 




ERMINDO GOMES ROCIO - VOLTAR