Nos meus sonhos oníricos viajo,
por campos de relvas nascentes,
transponho verdelhos verdejantes,
sem rumo nesta viagem me engajo.

Em caminhos imperscrutáveis vou,
deslumbrando o motivo da viagem,
descubro pouca a pouco a imagem,
de quem a ela docemente me levou,

no teu corpo seminu entre plumas,
do ninho em que nos encontramos,
como Deusa emergindo das brumas.

Enfeitiçado me embriago de teu amor,
ao feitiço novamente nos entregamos,
alço novo vôo, embebido no teu suor.

Ermindo Gomes Rocio




ERMINDO GOMES ROCIO - VOLTAR