Gosto de teu olhar tão vago e incerto,
dos teus olhos penetrantes, luminosos.
Gosto de ver seu rosto assim tão perto,
sentir seus lábios quentes e duvidosos.

Perco-me por inteiro na contemplação,
olhando-te assim distraída, indiferente.
Maneira no gesto, sutil na interrogação,
fazendo-me sentir-te absorta e ausente!

Sinto-me incompreendido, muito triste,
por achar-te infeliz, triste fico portanto,
e duvido se o seu amor também existe.

Vendo-te assim, indiferente a me fitar,
penso que não será por amar-te  tanto,
é que vejo duvidas em seu vago olhar?

Ermindo Gomes Rocio



ERMINDO GOMES ROCIO - VOLTAR

Criação de Páginas