icon

O amor que eu queria era bem definido,
tinha que ser transparente como  cristal,
amor puro entrega total, não de pedido,
sem dúvidas, sem queixas, conluio total.

O amor que procurava tinha de ser assim:
transparente como água de um remanso,
tal miríade de estrelas brilhando sem fim,
luminar o céu e minha vida sem descanso.

O amor que queria tinha que saber perdoar,
transpor todos limites desta vida presente,
colar corpo e alma, machucar sem magoar,
unir e entrelaçar, aprisionar e ser coerente. 

O amor que procurei divino e sem máscara,
Que desejei até o limite de minha exaustão,
achei no primeiro olhar, em você minha cara,
tocando fundo e para sempre o meu coração.

Ermindo Gomes Rocio

 


ERMINDO GOMES ROCIO - VOLTAR

Criação de Páginas