Às vezes me pego a cismar,
minha alma viaja até o infinito,
sou como uma nave a vagar,
mente gira estou num labirinto.

Na imensidão do éter cósmico,
sou envolvido em silêncio total,
sinto que aqui reina um ÚNICO,
e meu sentimento é coisa banal.

Aí então em um passe de mágica,
abro os olhos, sinto o meu corpo.
Tento com lógica, ou na matemática

Em vão explicar  este silêncio total,
não consigo, me calo e sou vencido.
Diante da infinita Harmonia Universal .

Ermindo Gomes Rocio



ERMINDO GOMES ROCIO - VOLTAR

Criação de Páginas