É outono...
as folhas secam,
suspiram
e desmaiam...

Lá no alto das árvores,
estremecem,
e descem,
incógnitas...
 tremulantes...
descrevendo no espaço
suas últimas ondulações,
e,  no chão imóveis 
retornam ao berço eterno.

Ressequidas e enrugadas,
como que cansadas,
e esgotadas de uma dura existência.

Quem passa,
as ouve estalar suplicantes sob os pés
como a gemer de dor e angústia.
Quem sabe não choram e lamentam,
sua viçosa juventude?

Quando sob a cálida luz das estrelas
sentiam o vento acariciar-lhe a face...
e soberanas da estação
qual um verde e pujante tapete
cortavam o céu azul....
desafiando orgulhosas 
o soberano sol de verão !

Sim elas choram
e lamentam,
o brilho ofuscante do sol,
que não mais verão,
pois já serão pó,
no próximo verão...

É outono.

As folhas caem...

Ermindo Gomes Rocio


 
 
 

ERMINDO GOMES ROCIO - VOLTAR

Criação de Páginas